domingo, 15 de fevereiro de 2015

Gnose Tifoniana em Foco #1




Fernando Liguori


Na Gnose Tifoniana, dois temas bem polêmicos sobre as duas principais organizações do Aeon da Criança, a AA (Argenteum Astrum) e a O.T.O. (Ordo Templi Orientis), merecem avaliação e esclarecimento.

Vou citar duas passagens de Cláudio Carvalho (Sociedade Lamatronika) no texto «As Crianças de Set» que esclarecem. Os itálicos são meus.

Sobre a AA:

«Existe uma diferença muito tênue, mas de grande importância entre a antiga Ordem criada por Aleister Crowley e a Mística Irmandade da AA. Crowley como Frater O.M. estabeleceu no plano terrestre em 1907 uma Ordem Mágica a fim de contatar, através de seres extraterrestres, as emanações sutis de Sírius [Estrela de Prata] para restituir o antigo Culto Estelar, revelado claramente no Livro da Lei. Com sua morte sua antiga Ordem não se encontra mais no plano físico. Quanto a Mística Irmandade [Os Poderosos Antigos], a qual pode-se chamar de Astrum Argentum ou Anuttara Ammaya, sempre existiu e sempre existirá fora dos círculos do tempo. Muitos Iniciados de diversas Tradições alcançaram níveis de consciência para sua 'entrada' neste Grande Conselho Estelar. A maior parte deles jamais ouviu falar deste Nome [i.e. AA] e nem por isso deixaram de fazer parte desta Irmandade. O escopo desta Irmandade não é terrestre, mas extraterrestre, e suas emanações tem sua origem no complexo estelar-binário chamado Sírius, ou como era conhecida no antigo Khem [Egito], Sothis ou Set. Muito provavelmente a Ordem Interior não se manifestará no plano terrestre ainda por algum tempo.»

Sobre a O.T.O.:

«Poucos anos antes de sua morte, Crowley disse a um dos seus discípulos que era necessário modificar toda e qualquer estrutura maçônica, mas que o Segredo deveria ser a base. A nova O.T.O. deveria, a partir daquele momento, abolir os rituais cerimoniais, estatutos e graus rígidos, mensalidades e etc. Havia chegado o momento preciso para que a Lei pudesse ser restabelecida de uma maneira mais simples e dinâmica, já que esta tarefa não fazia parte da Iniciação de Crowley. Não obstante, foi em 1955 que efetivamente na Inglaterra, um grupo de Iniciados se reuniu para contatar Inteligências Extraterrestres de dimensões longínquas, muito além de Plutão, ou seja, Transplutonianas. Eles entraram em contato com um Manancial de Poder chamado NU-ÍSIS ou Nova-Ísis. Desde então foram abertos alguns Portais interdimensionais que reportavam a zonas interestelares de mundos supra-sensíveis. Algumas dessas Inteligências são equivalentes aos Deuses tipificados no Mito Lovecraftiano pelo nome de Deep Ones [Deuses das Profundezas] e Great Old Ones [Os Poderosos Antigos]. Estes Deuses comunicaram a esse Grupo que apesar da Terra ter entrado em um novo ciclo de evolução espiritual, a partir 1955, era necessário dar um passo a mais neste processo evolutivo, ou seja, dinamizando a Corrente Mágika num canal de continuidade da evolução espiritual sem se prender ao passado, mesmo recente, a fim de ajustar as fórmulas que o próprio Crowley colocou para todos, estas deviam entrar para uma nova condição de Iniciação que naquele momento Thelema trazia ao mundo. Desde então ocorreram e ainda ocorrem muitos outros contatos genuínos com os Great Old Ones em diversos locais do planeta, confirmando assim as mudanças necessárias à época. A Loja Nu-Ísis [que foi uma Célula da O.T.O. Tifoniana Inglesa], atuou como catalisadora destas energias do lado obscuro da Tradição Oculta de 1955 a 1962 e muitos ingredientes Tifonianos estão inseridos nas Trilogias de Kenneth Grant.»


0 comentários:

Postar um comentário

Ola, seja bem vindo para comentar. Utilize o bom-senso, seja profundo.